Café: A paixão nacional bate recordes históricos em exportações

O café é um grão importante para a economia e são plantadas grandes áreas da cultura no Brasil, não só isso o faz tão relevante , pois sempre esteve ligado a questões significativas, como na política no tempo da República Velha, presidência de Campos Sales (1898- 1903), quando firmaram a política do Café com Leite duas potências nacionais, São Paulo e Minas Gerais visando a predominância do poder nas mãos das duas oligarquias. Por muitos o café ainda é conhecido como “Ouro Verde”, devido as exportações intensas que ocorriam na época, fazendo com que os fazendeiros ficassem cada vez mais ricos, a riqueza foi tanta que possibilitou a comparação com o ouro. O consumo de café é variado e bom em qualquer receita desde chocolates, ate as inúmeras variações do bom e velho café coado, uma paixão nacional.

Dados divulgados pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) dizem que em 2020 o Brasil exportou 44,5 milhões de sacas de café, somando café verde, solúvel, torrado e moído. A divulgação representa ao país um crescimento de 9,4% comparado ao volume exportado em 2019, garantindo ao brasil um novo recorde histórico nas exportações.

Comparativo de exportações e preço médio das sacas

Em 2020 alcançaram US$ 5,6 bilhões, apresentando alta de 10,3% em relação a 2019, equivalendo a R$ 29 bilhões convertidos em reais, tendo atingido a participação de5,0% nas exportações do agronegócios e de 2,7% nos embarques totais do Brasil. O preço médio da saca em 2020 foi de US$ 126,52.

Variedade de cafés e quantidades exportadas

Existem mais de 60 espécies de café, mas é fundamental conhecer duas que são as principais e mais cultivadas, robusta (Conilon) e arábica.

  • Arábica: Grãos mais aromáticos, doces e ligeiramente ácidos. Totalizaram suas exportações em 35,5 milhões de sacas, alta de 8,4% e recorde histórico para essa variedade.
  • Robusta(Conilon): Considerado um grão de qualidade inferior, resulta em sabores achocolatados e é de fácil cultivo por ser uma espécie bem resistente e com rendimento alto, tiveram um crescimento em exportações de 24,3% embarcando 4,9 milhões de sacas.
  • Cafés industrializados: Os que já estão processados, só acrescentar água e já podem ser consumidos. Apresentaram exportações de 4,1 milhões de sacas totalizando aumento de 2,3%

Ranking dos principais destinos do café Brasileiro 

  • Estados Unidos : 8,1 milhões de sacas;
  • Alemanha : 7,6 milhões de sacas;
  • Itália : 3,0 milhões de sacas;
  • Japão : 2,4 milhões de sacas;
  • Turquia : 1,4 milhão de sacas;
  • Federação Russa : 1,2 milhão de sacas;
  • México : 1,1 milhão de sacas;
  • Espanha :936,2 mil de sacas;
  • Canada : 904,2 mil de sacas.

Principais estados produtores de café no Brasil

Espirito Santo, São Paulo, Bahia, Rondônia e Paraná.

Texto por: Maria Laura

Fonte: Noticias agrícolas

Imagem: Chefsclub

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.