As consequências do desmantelamento de setores produtivos

O Brasil é o  quinto país do mundo em extensão territorial e populacional, e a nona economia do planeta.

Tamanha importância trás uma grande responsabilidade num contexto global.

Uma frustração de safra aqui, ocasiona uma reviravolta nos preços em escala mundial, ao passo que não dá pra suprir uma carência repentina de um produto qualquer simplesmente buscando ali no vizinho.

Nesse contexto, vejo o descaso com que foram tratados os produtores de arroz por décadas, justo a base alimentar do brasileiro, que está no prato do trabalhador cotidianamente.

Sem rentabilidade a rizicultura foi perdendo fôlego e sucumbindo à estagnação e defasagem tecnológica.

Qual será o próximo setor produtivo que entrará em colapso?

Sem dúvida vivemos num modelo econômico globalizado e de livre concorrência, mas seria prudente sermos dependes de suprimentos externos em tudo?

Aquela antiga visão de setores estratégicos não deveria ser repensada em um modelo atualizado?

Onde a sociedade deveria aportar recursos para sua segurança e bem estar?

Hoje o maior destinatário de recursos dos impostos são os servidores públicos e os políticos.

Minha pergunta é, dessa forma vivemos num sistema sustentável? Ou viveremos eternamente de crise em crise?

 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.